Se trabalha todo o dia com um computador, de certeza que já chegou ao final do dia com os olhos muito cansados.

Este problema surge em pessoas que passam mais de três horas seguidas a olhar para um monitor, ou ecrã, seja computador, telemóvel ou tablet. Estima-se que cerca de 50 a 80% das pessoas em países desenvolvidos sofrem desta condição diariamente.

Sintomas como vista cansada, dificuldade em focar, olho seco, dores de cabeça, dores de pescoço ou de ombros, são característicos do Síndrome Visual do Computador (SVC).

Contudo alguns destes sintomas podem ser atenuados, seguindo algumas recomendações:

  • Aplique a regra 20/20/20: esta regra consiste em a cada 20 minutos de trabalho, parar 20 segundos, e focar alguma coisa a 20 pés(cerca de 6 metros);
  • De 15 em 15 minutos, e durante vários segundos, pestaneje voluntariamente de modo a limpar e renovar o filme lacrimal. Desta forma evita ou atenua o sintoma de olho seco.

Existem estudos que mostram que quando estamos concentrados a realizar um trabalho em frente a um ecrã reduzimos em média o pestanejar involuntário em 5 vezes por minuto.

  • Coloque o monitor fora do alcance de luzes de maneira a evitar o encadeamento.

O monitor não deve estar em frente nem por detrás de janelas ou fontes de luz intensas. O monitor deve ser colocado na perpendicular das fontes de luminosidade e as janelas devem dispor de estores.

  • Ajuste o brilho, o contrate e o tamanho do texto.

Deve regular o ecrã para o melhor contraste e menor luminosidade

  • Opte por uma cadeira com altura ajustável. Ajustar a cadeira também pode evitar que os olhos se cansem demasiado.
  • Em certos casos, a colocação de filtros no ecrã do computador, ou o uso de lentes com tratamento apropriado podem ser um ótimo contributo para um trabalho menos fatigante. Consulte o seu optometrista de confiança.

A síndrome visual de computador até pode ser tratada, mas da maneira como a tecnologia está implementada e enraizada no nosso dia-a-dia, será difícil de controlar. As gerações futuras ainda vão ser mais expostas, pois as crianças de hoje em dia, cada vez brincam menos na rua e mais em computadores, ficando menos expostas a luz do dia e à visão ao longe, levando ao aumento exponencial da miopia em crianças. A prevenção é o caminho!

Atentos a esta situação os fornecedores de lentes desenvolveram lentes especializadas para minimizar o impacto negativo destas tecnologias na nossa saúde.

Procure o seu optometrista, para o ajudar na escolha da lente e tratamento mais indicado para si!

Filipa Guerra

Optometrista- Ópticas Lince Pinhel