O QUE É A RETINA?

A retina é a camada interna do olho, formada por tecido nervoso. Ela capta e transforma a luz em estímulo nervoso e envia-o ao cérebro através do nervo óptico, onde vai ser interpretada a imagem.

As células responsáveis por esta transformação são os fotorreceptores, existem 2 tipos: cones e bastonetes.

A retina além de células possui duas estruturas de grande importância, o nervo ótico (onde se faz a conexão com o cérebro) e a mácula (zona responsável pela visão de detalhes e leitura).

A mácula é a parte central e mais nobre da retina, responsável pela visão de cores, detalhes e leitura. É um ponto ovalado de cor amarela, junto ao centro da retina (diâmetro cerca 1,5mm), onde se encontra a maior densidade de cones (visão diurna) e menor densidade de bastonetes (visão noturna).

A fóvea é a região central do olho onde se encontram mais cones e onde se forma a imagem que será transmitida ao cérebro (zona occipital), através dos axónios que formam o nervo óptico.

Constituição do olho humano.

 Como fazer diagnóstico de doenças na retina:

O diagnóstico é realizado através do exame do fundo ocular (lente de 3 espelhos ou oftalmoscopia  indireta), oftalmoscopia direta e exames específicos auxiliares.

Patologias que se podem desenvolver na retina:

  • Descolamento do vítreo (moscas volantes/fosfenos);
  • Descolamento da retina;
  • Membrana epiretiniana;
  • Degenerescência macular relacionada à idade (DMRI);
  • Rasgadura / buraco retiniano;
  • Buraco macular;
  • Edema da mácula;
  • Retinopatia diabética;
  • Obstruções vasculares da retina.

Tipos de exames a realizar para avaliação de patologias:

  • OCT e Angio-OCT;
  • Angiografia com fluorosceína / indocianina;
  • Ecografia ocular;

Quando se confirma alguma patologia pode ser necessário realizar-se cirurgia, de referir:

  • Cirurgia de vítreo e retina;
  • Laser;
  • Injeções anti – VEGF;
  • Terapêutica fotodinâmica macular;

Olga Silva
Optometrista Ópticas Lince