A IMPORTÂNCIA DA CÓRNEA

É um tecido transparente, fino e resistente localizado na parte anterior do olho. É a primeira interface que a luz atravessa.  A boa visão é consequência também da transparência desta estrutura.

Possui três funções principais: Transmitir luz; Refração (depende da curvatura da córnea); Protecção (barreira para agentes externos).

Olho normal e olho com astigmatismo.

A Córnea é constituída por cinco camadas:

  • 1) Epitélio – compreende-se pela camada superficial da córnea, é uma célula provida de grande capacidade de regeneração;
  • 2) Membrana de Bowman – é uma zona acelular, localizada abaixo do epitélio. É muito resistente a traumas e serve como barreira contra os microrganismos;
  • 3) Estroma – é a camada mais espessa da córnea, ocupa cerca de 90% da espessura total. É composto basicamente por fibras de colagénio e células. É responsável por sustentar a células, conhecido como tecido conectivo;
  • 4) Membrana de Descemet – Membrana muito fina, reveste o endotélio e é regenerável ao longo da vida. Tem uma elasticidade que ajuda a minimizar as deformações da córnea;
  • 5) Endotélio – Células hexagonais responsáveis por manter a transparência das camadas da córnea, recebe oxigênio pelo humor aquoso e a sua maior função é servir como bomba de água para a córnea, deixando-a com uma hidratação adequada.

Algumas patologias estão associadas à curvatura da córnea, como o queratocone; e outras, à saúde da córnea, como úlceras, degenerações, distrofias, entre outras. As doenças ou lesões da córnea podem causar dor, lacrimejamento e diminuição da nitidez da visão. Uma lâmpada de fenda, instrumento que permite ao médico examinar o olho em alta resolução, normalmente é usada para examinar a córnea. Durante o exame, o médico pode aplicar colírios que contêm um corante amarelo-esverdeado chamado fluoresceína. A fluoresceína temporariamente cora as áreas danificadas da córnea, tornando possível a visualização daquelas que não são visíveis.

Inês Melo
Optometrista Ópticas Lince