HIPERMETROPIA: O QUE É E COMO CORRIGI-LA

É um erro refractivo, que consiste na dificuldade em ver objetos próximos de forma nítida (visão desfocada ao perto e nítida ao longe). Há medida que o problema aumenta é possível que comece a ver objetos desfocados a qualquer distância.

A luz não se foca corretamente na retina, é focada na parte posterior desta, o globo ocular é mais curto, a córnea não é suficientemente curva, o cristalino não é suficientemente grosso, existe uma imperfeição nos olhos.

A Hipermetropia afeta inicialmente as crianças mais novas, uma vez que os seus olhos são menores do que deveriam ser (situação que tende a desaparecer com a idade), mas como têm uma maior acomodação que os adultos toleram valores mais elevados de hipermetropia. Depois volta a ser comum a partir dos 40 anos de idade, afetando cerca de metade das pessoas.

Alguns dos sintomas é a desfocagem de objetos ao perto.

Alguns dos sintomas é a desfocagem de objetos ao perto, dores de cabeça e fadiga visual (principalmente quando se está a ler ou a usar o computador).

Os fatores de risco são: antecedentes familiares, diabetes, medicamentos, entre outros.

O tratamento consiste na utilização de óculos (método de correção mais simples, sendo as lentes mais finas na extremidade do que no centro), lentes de contacto ou cirurgia a laser.

Os problemas visuais manifestam se de diversas formas e variam de pessoa para pessoa.

Exemplo da focagem da luz num olho Hipermétrope e num olho normal.

Catarina Ramos
Optometrista Ópticas Lince